Projeto itinerante que começou em Morro do Chapéu leva arte e educação para comunidades vulneráveis

O projeto itinerante, que começou com aulas de música no município chapadeiro de Morro do Chapéu, leva arte e educação para comunidades carentes e instituições beneficentes da Bahia. O projeto é desenvolvido há mais de 20 anos pelo professor baiano Cristóvão Cerqueira, que utiliza música e literatura.

A bordo da sua Kombi, que é uma biblioteca, ele distribui livros e faz contação de histórias de maneira lúdica para o público infantil. “A receptividade do projeto tem sido magnífica. É incrível como as crianças adoram a kombi. Elas entram no interior do veículo, pegam nos livros, nos instrumentos musicais e tudo isso vai se transformando em memória afetiva. E essas experiências formam cidadãos e cidadãs”, afirmou o professor.

Há quatro anos surgiu o personagem Zé Livrório, que é o amigo da meninada que incentiva a leitura, a música e o amor à cultura nordestina. Para atrair a atenção das crianças e aumentar o alcance das ações, há dois anos a Kombi do Zé foi criada, uma biblioteca ambulante que já percorreu diversas comunidades no interior da Bahia e que neste meio de junho veio cumpre agenda em Salvador.

*Primeiro Jornal

Últimas Notícias