PP faz pressão e reza braba para que Otto aceite a candidatura ao governo da Bahia

Não existe um quadro sequer do PP na face baiana da terra que não considere a candidatura do senador Otto Alencar (PSD) ao governo da Bahia como justa, oportuna e, acima de tudo, forte, arrasadora.

Em segredo, porque não convém ferir o senador Jaques Wagner (PT), a quem a cabeça da chapa governista parecia desde sempre reservada, o PP comemorou a ideia de o petista ser substituído por Otto na vaga.

Mas a defesa da composição da chapa que teria o senador do PSD concorrendo ao governo com o governador Rui Costa (PT) disputando o Senado não tem nada a ver com o apreço que as duas figuram possam inspirar no PP.

O que importa é que, se a operação for executada como idealizada pelo governador, Rui terá que renunciar ao governo, que vai cair exatamente no colo do vice-governador João Leão, que é do PP.

Leão governador significa investimento seguro para que o partido se torne o mais forte do grupo ou do Estado, com a perspectiva de eleição das maiores bancadas possíveis à Assembleia e à Câmara Federal. Fonte:Política Livre

Últimas Notícias