Na Bahia, PF cumpre mandados contra grupo especializado em tráfico de animais pelos Correios

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça-feira (28), na Bahia, a Operação Ojuara, que mira uma organização criminosa envolvida no tráfico ilegal de animais, por meio dos Correios.

Com apoio da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (COPPA) da Polícia Militar, agentes da PF cumpriram, no município de Serrinha, dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 17ª Vara Federal da Seção Judiciária da Bahia.

Os animais apreendidos durante a ação foram encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres CETAS do Inema para reabilitação e, quando possível, a devolução à natureza.

Segundo a PF, a investigação teve início com a apreensão de diversos répteis na Agência Central dos Correios em Simões Filho. Na ocasião, quando foi detectada a presença dos animais, que haviam sido postados com identificação fraudulenta como sendo outro tipo de carga.

“No decorrer da apuração da Polícia Federal, constatou-se a existência de uma rede criminosa formada por criadores clandestinos de animais, da fauna silvestre e exótica, que comercializava os espécimes através da internet e utilizava o serviço postal para realização da sua entrega”, informou a PF.

Os investigados pela comercialização dos animais irão responder pelos crimes de tráfico e maus-tratos de animais; introdução de espécime animal no País, sem autorização; receptação e falsidade ideológica. As penas, somadas, podem chegar a 12 anos de reclusão.

Fonte: Bahia.Ba

Últimas Notícias