Mais uma gigante do varejo pede recuperação judicial

Mais uma gigante do setor varejista do país passa por dificuldades. Com forte presença em shoppings centers, a Polishop entrou com pedido de recuperação judicial. As dívidas da empresa passam de R$352 milhões. A Justiça de São Paulo irá analisar o pedido. As lojas da Polishop na Bahia ficam no Shopping da Bahia e no Salvador Shopping.

A empresa diz que um dos principais setores que sofreram com os efeitos da pandemia de Covid-19 foi o mercado de varejo, principalmente em shoppings centers.

Isto porque, diante das medidas de lockdown, as lojas físicas foram inesperada e indefinidamente fechadas, ensejando na deletéria situação de fechamento de quase 300 lojas físicas em shoppings centers e com a restrição da sua operação no e-commerce.

Ainda de acordo com a empresa, o cenário provocado pela pandemia provocou uma queda de 70% do faturamento da Polishop, além dos aumentos dos custos fixos.

No pedido de reestruturação, a empresa alegou que, “mesmo desenvolvendo de forma sólida as suas atividades desde sua constituição, com crescimento gradativo de faturamento, negócios, estrutura e funcionários, algumas mudanças no cenário econômico começaram a interferir sobremaneira na pujança da Polimport (Polishop), criando um ambiente de dificuldade econômico-financeira”.

A Polishop se encontra em dificuldades desde, pelo menos, o ano passado com o fechamento de lojas e atrasos de aluguéis, gerando, inclusive, impactos para fundos imobiliários.

Fonte: BA de Valor

Últimas Notícias