Félix diz que indicação de empresário de Irecê à vice de ACM Neto busca dar mais visibilidade à região

O presidente do PDT na Bahia, Félix Mendonça Júnior, afirmou, em entrevista à Tribuna da Bahia, que a indicação do empresário Ângelo Dourado à vaga de vice na chapa de ACM Neto (União Brasil) busca dar visibilidade à região.

“É uma das cidades mais importantes da Bahia, já serviu muito à Bahia, e tem um potencial muito grande. Tem um potencial agrícola muito grande. É uma região que não tem representatividade, e precisa voltar a ter essa representatividade. Então, a gente indicou o Ângelo pela sua capacidade pessoal, tem uma reputação ilibada, é um jovem, tem se destacado, tem origem política”, afirmou.

Félix reiterou ainda que o empresário representa toda a região de Xique-Xique, Canarana, Barra, Morro do Chapéu, América Dourado. “Ali é uma região muito concentrada em cidades, onde Irecê é a principal cidade e concentra a todas as outras. Então, eu acho que é uma região que merece ter bem-vista e que com certeza cabe em qualquer chapa majoritária”.

Sobre seu próprio nome para compor a vaga, Félix acredita que o espaço para vice não é uma disputa. “Na minha cabeça, vice não se disputa. Vice é uma pessoa para ser convidada, e ninguém vai disputar. Não vou disputar eleição de vice. Eu sou candidato a governador, candidato ao Senado, mas vice não se disputa. Então, o que poderia acontecer é ficar na imaginação de ser vice, que é honrosa a lembrança do nome, mas não podia ficar na expectativa apenas disso”, falou.

Na avaliação do pedetista, as eleições na Bahia devem ser definidas em primeiro turno. “Acho que a tendência aqui na Bahia é de que haja uma eleição resolvida no primeiro turno. Por quê? Porque não desponta nenhum outro candidato que possa levar a eleição para o segundo turno”, disse.

Fonte: Caraíbas FM

Últimas Notícias