Em depoimento à PF, Bolsonaro afirma que não importunou baleia; saiba mais

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) depôs na sede da Polícia Federal em São Paulo na tarde desta terça-feira (27) e negou ter importunado uma baleia durante uma viagem ao litoral de São Paulo. O caso se deu em fevereiro de 2023, quando o ex-mandatário viajou para São Sebastião, litoral norte paulista. Segundo a defesa, o depoimento foi “tranquilo” e Bolsonaro respondeu a todas as perguntas feitas pelos investigadores e ficou constatado que não houve crime.

“O depoimento foi tranquilo. O presidente então explicou como foi a situação, ficou claramente constatado, assim como no primeiro parecer do Ministério Público, que não houve importunação, não houve nenhuma das hipóteses do tipo que estão querendo imputar o presidente em razão do avistamento da baleia”, afirmou Daniel Tesser, advogado de Bolsonaro, segundo o site Poder 360.

Conforme flagra em vídeo, Bolsonaro foi flagrado a menos de 15 metros de uma baleia jubarte enquanto andava de jet-ski. A defesa afirma que o ex-presidente não sabia da proibição. “Você não consegue controlar um animal daquele tamanho que surge e emerge da água, de baixo. O presidente tomou todas as precauções a partir do momento que avistou a baleia. O que a lei determina foi cumprida. Ele também nem sabia que tinha essa proibição, mas mesmo assim tomou todos os cuidados necessários para não criar nenhum tipo de interferência ou moléstia ao animal”, disse Tesser.

Últimas Notícias