Depoimentos na CPI da Covid emparedaram governo Bolsonaro, diz Otto Alencar

O senador Otto Alencar (PSD-BA) afirmou nesta sexta-feira (28) que os depoimentos prestados até agora na CPI da Covid demonstram que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) negligenciou o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Na avaliação do senador, as versões apresentadas pelo gerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, e pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, deixam claro que o governo apostou na chamada imunidade de rebanho e em medicamentos sem eficácia, em detrimento da compra de vacinas e das recomendações científicas.

“Ficou certo que o presidente não quis assinar os contratos para a compra de vacinas da Pfizer, 70 milhões, e 100 milhões da Coronavac. Ou seja, só aí, em janeiro, já estaríamos vacinando com 170 milhões de vacinas”, declarou Otto em entrevista à rádio Metrópole.

Segundo ele, diante de tais evidencias, o Ministério da Saúde agora se vê “emparedado”. “A CPI apontou erros que não devem ser cometidos pelo atual ministro da Saúde [Marcelo Queiroga]”, disse.

 

Últimas Notícias