Com hospitais sobrecarregados, pacientes acionam a Justiça por vagas de UTI

Com o esgotamento de leitos para pacientes com Covid-19 em diversos estados em meio ao aumento de internações e mortes, pacientes estão recorrendo à Justiça para garantir atendimento.

Ações individuais e coletivas estão sendo impetradas por promotores e defensores públicos para garantir vaga de pacientes em UTIs.

O dilema das demandas individuais é que elas nem sempre obedecem a critérios clínicos de prioridade e, muitas vezes, passam por cima da fila organizada pelas centrais de regulação de leitos dos estados, que levam em conta o grau de gravidade do paciente, entre outras condições.

No Amazonas, primeiro estado a entrar em colapso, 219 pessoas acionaram a Justiça desde janeiro em busca de leitos de UTI Covid. Outros estados, como Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo, também registram ações por leitos, mas ainda em menor número.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, o temor é que, com um eventual colapso do sistema de saúde, isso se agrave.

Últimas Notícias