Carla Zambelli debocha de Bolsonaro, irrita PL e pode ser cassada

Valdemar da Costa Neto, presidente do PL, respondeu a uma mensagem de um aliado nesta semana falando sobre Carla Zambelli: "Ninguém aguenta mais". O cacique se mostrou sem paciência para a deputada federal mais votada do partido em São Paulo após mais uma reclamação que ela fez. Segundo o Ig, a parlamentar está cada vez mais isolada na sigla e a tendência é de que pode ser cassada já no início do próximo ciclo.

Um assessor da legenda teria contado que Zambelli incomodou muito os diretores do PL nas últimas semanas. "Ela queria o mesmo tratamento que o presidente", contou. Isso porque, todas as imposições feitas por Jair Bolsonaro ao partido foram atendidas, seja antes, durante ou depois das eleições.

Este assessor confessou, ainda segundo o Ig, que a parlamentar exigiu que a legenda articulasse para que ela recuperasse suas redes sociais. Carla foi bloqueada em todas as redes do país após decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), acusada de propagar fake news contra as eleições brasileiras. A parlamentar chegou a viajar para os EUA para denunciar o Supremo à OEA (Organização dos Estados Americanos) por violação dos direitos humanos por conta do episódio.

Fontes próximas da deputada confirmaram que ela não se sentiu acolhida pelo PL. "Ela foi a deputada federal mais votada do PL em SP, ajudou a legenda a conseguir mais cadeiras e depois foi abandonada", revelou um amigo. Para o núcleo de Zambelli, a parlamentar merecia um melhor tratamento porque, nas palavras deste grupo, "ela é o futuro do PL".

As cobranças fizeram efeito contrário e passarram a incomodar boa parte dos líderes da legenda. Valdemar da Costa Neto evita atender ligações ou responder mensagens da deputada faz alguns dias. A gota d'água foi a briga que ela teve com o próprio Bolsonaro, o cobrando por uma posição em defesa de um suposto golpe de estado, avaliam pessoas próximas ao cacique.

A partir daí, toda a cúpula da sigla parou de dar atenção para a parlamentar e "soltou" a mão dela. Um membro do diretório nacional conversou com a coluna e afirmou que o problema de Zambelli é o ego. "Ela não tem noção do próprio tamanho e se acha maior do que é", afirmou. "A Zambelli exigiu tratamento igual ao de Bolsonaro e chegou a se comparar a ele", continuou. Uma das frases que a deputada teria dito e que irritou o diretório nacional do PL, teria sido "Eu ganhei a eleição, ele perdeu ", se referindo ao presidente. Para aliados bolsonaristas, a fala pareceu deboche e pegou muito mal. 

A coluna conversou com cinco deputados do PL, de correntes distintas, e ouviu a mesma resposta. Neste momento, se houver uma votação pela cassação de Zambelli, dificilmente ela se salvaria.

Últimas Notícias