Cães soltos nas ruas se tornam uma ameaça em Irecê

Foto Ilustrativa

Ao andar pela cidade de Irecê, constata-se um grande número de cães em condição de rua, e o número deles só tem aumentando, em consequência da grande população caninas vivendo nas ruas, há diversos problemas relacionados a esta situação, tais como: sujeira, muito barulho dos latidos, acidentes no trânsito e, alguns ataques a transeuntes, e, também pode ocorrer a transmissão de doenças, tanto em caso de mordidas, como de outros tipos parasitárias: giárdia e tênia.

A quantidade de cães vivendo soltos nas ruas de Irecê impressiona, e necessita-se que o poder público busque solução para esta situação, sem, no entanto, incorrer em perseguição descontrolada, maus tratos e violência contra os animais.

No bairro Asa Sul, os moradores afirmam que a quantidade de cães vivendo nas ruas do bairro tem aumentou mês a mês, que muitos cães correm atrás de motos, bicicletas e pedestres.

De forma geral, a população tem reclamado que os cães de rua rasgam sacolas e espalham o lixo. Em contato com nossa redação uma moradora do bairro Copirecê, relatou o problema que enfrenta com os cães. “Às vezes, eles andam em bandos à procura de comida e o primeiro lugar que procuram são as lixeiras. Já tive que catar lixo espalhado na frente da minha casa por diversas vezes”, disse.

Últimas Notícias