Atos antidemocráticos perdem força e interdições em rodovias federais caem 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou, na manhã deste sábado (5), que ainda há seis pontos de interdição em rodovias federais do país de manifestantes que contestam a vitória do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Há um ponto de bloqueio total em rodovia federal de Altamira, no Pará, com o fluxo de veículos totalmente interrompido. Além disso, há dois pontos de interdição em Mato Grosso e três no Pará, com o fluxo parcialmente impedido.

A primeira interdição foi registrada em Mato Grosso do Sul, por volta das 21h15 do último domingo (30), cerca de uma hora e meia após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciar que Lula estava matematicamente eleito. O diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques, chegou a dizer, nesta sexta-feira (4), que 995 manifestações foram desfeitas no país pela corporação.

Na última quarta-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro (PL), que não conseguiu ser reeleito, divulgou um vídeo pedindo aos manifestantes que desobstruam as rodovias, respeitando o direito de ir e vir da população. Metro 1

Últimas Notícias