28 anos sem Mamonas Assassinas: Uma trajetória meteórica e um legado atemporal

2 de março de 2024 - Há 28 anos, o Brasil perdia uma de suas bandas mais irreverentes e queridas: os Mamonas Assassinas. Em um trágico acidente aéreo na Serra da Cantareira, em São Paulo, Dinho, Bento Hinoto, Samuel Reoli, Júlio Rasec e Sérgio Reoli partiram precocemente, deixando um legado musical atemporal e um vazio no cenário cultural brasileiro.

A banda, que havia despontando no cenário nacional apenas sete meses antes, conquistou o país com seu humor irreverente e uma mistura única de estilos musicais, que ia do punk rock ao forró, passando pelo sertanejo, heavy metal e pagode. O álbum de estúdio "Mamonas Assassinas", lançado em 1995, vendeu mais de 3 milhões de cópias e emplacou hits como "Pelados em Santos", "Robocop Gay", "Vira-Vira" e "Mundo Animal", que até hoje são cantadas por multidões.

Dinho, o filho de Irecê que conquistou o Brasil

Dinho, o vocalista da banda, era um autêntico filho de Irecê, na Bahia. Em suas entrevistas e participações em programas de TV, ele sempre se orgulhava de sua origem e levava o nome da cidade para todo o Brasil. Sua irreverência, carisma e talento musical o tornaram um ídolo para uma geração de jovens.

Um legado que continua vivo

Apesar da tragédia, a música dos Mamonas Assassinas continua viva e presente na vida de milhares de pessoas. As canções, com suas letras engraçadas e melodias contagiantes, continuam a divertir e emocionar o público de todas as idades.

Foto: Reprodução

Em Irecê, a memória de Dinho e dos Mamonas Assassinas é preservada através de um memorial construído na praça da Juventude Alecsander Alves (Dinho). O local é um ponto de encontro para fãs da banda e um tributo à trajetória meteórica e ao legado inesquecível dos Mamonas.

28 anos depois, a banda que conquistou o Brasil com seu humor e irreverência continua inspirando e emocionando. A música dos Mamonas Assassinas é um presente atemporal que nos faz rir, cantar e lembrar que a vida é um grande palco, onde cada um tem a chance de brilhar.

Roberto Souza
Jornalista - MTB:84796-SP.

Últimas Notícias